BC/Serra: Quando olhamos para frente, temos perspectiva econômica mais difícil

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

O diretor de Política Monetária do Banco Central, Bruno Serra, disse nesta sexta-feira, 14, que a perspectiva econômica é “mais difícil” quando se olha para frente. Ao avaliar a atividade econômica, ele afirmou que o setor de serviços “está decepcionando”.

“Esta discrepância entre setores parece que vai ser a norma. O setor de serviços claramente terá uma dificuldade maior”, afirmou. Ainda assim, o diretor demonstrou otimismo com o futuro. “Os estímulos e a atuação dos bancos vão ajudar na recuperação.”

Serra avaliou ainda que a recessão no Brasil, em função da pandemia do novo coronavírus, foi induzida pela necessidade de distanciamento social. “Não sei se nós economistas estamos equipados para prever a saída da recessão. Eu tinha bastantes dúvidas sobre como seria essa recessão”, afirmou.

Ao mesmo tempo, Serra qualificou como “sem precedentes” o volume de estímulo fiscal e de crédito no Brasil durante a pandemia. “Acho que o Estado proveu em larga escala o suporte para as pessoas ficarem em casa”, afirmou. “A resposta do crédito bancário nesta crise foi diferente da vista em 2008. E isso ajuda”, acrescentou.

De acordo com Serra, esta dinâmica contracíclica de crédito “dá um otimismo”, o que foi refletido nas comunicações do Comitê de Política Monetária (Copom).

Bruno Serra participou nesta tarde de uma videoconferência organizada pelo Credit Suisse.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também