domingo, dezembro 15, 2019

BB Investimentos troca 4 papéis na sua carteira fundamentalista

-

Após fechar o mês com alta de 1,61% contra 0,95% do Ibovespa, a BB Investimentos efetuou alterações na composição de sua carteira fundamentalista, confira abaixo a tese das empresas que ingressaram.

Brazil Foods

As perspectivas são positivas para o setor de proteínas no Brasil. Com a produção de suínos na China ter reduzido devido à crise de gripe suína, e com a guerra comercial que envolve os Estados Unidos, o outro grande player do setor, os preços aumentaram e favorecem as empresas.

Além disso, os preços do milho e da soja caíram no último mês, o que favorece a redução de custos na alimentação dos animais.

Dessa maneira, a aposta da BB Investimentos foi na Brazil Foods, que vem tendo um ano de 2019 com recuperação de margens, reportando resultados mais consistentes, se consolidando como grande alternativa do setor.

Os riscos que envolvem a operação são, conforme a corretora: “economia doméstica recuperando de forma mais lenta do que o esperado, prejudicando o trade-up; mudanças climáticas e acordo comercial EUA-China, com impacto no preço dos grãos no Brasil.”

Klabin

Segundo a BB Investimentos, embora os preços da celulose ainda estejam pressionados no curto prazo, a perspectiva para 2020 é que haja um reversão de tendência nesse sentido. Já na área de papel, com a melhora de dados da economia local, o consumo de embalagens aumentou, impulsionado também pela Black Friday e pelas festividades natalinas.

Dessa forma, a escolhida do setor foi a Klabin, que tende a performar melhor com a melhora na área de papel, além de se beneficiar da melhora da economia doméstica.

Já no que tange aos riscos da companhia, a corretora acredita que: “menores preços da celulose nos mercados internacionais; mercado de caixas de papelão não se recuperar conforme o esperado; preços de kraftliner em queda; e não cumprimento do cronograma do projeto Puma II.”

Movida

A análise da BB Investimentos é que o setor de locação de transportes do Brasil apresenta excelente crescimento e rentabilidade. Com o aumento nos fluxos de turistas, a demanda por aluguéis de carros também subiu, além da utilização de aplicativos de mobilidade urbana como Uber e 99, onde é prática comum a locação de carros por parte de usuários que não possuem carro próprio mas desejam trabalhar como motoristas.

Portanto, a Movida foi escolhida para compor a Carteira Fundamentalista de dezembro. A companhia possui uma plataforma integrada em mobilidade urbana, que busca capturar crescimento e rentabilidade com foco constante em inovação de processos.

De acordo com a corretora, os riscos da empresa são: “queda nos preços dos veículos Zero Km; mudança de regra tributária (ICMS); e restrições regulatórias com relação aos aplicativos de transporte.”

Via Varejo

Mesmo com o nível de desemprego em patamares ainda elevados, o setor de varejo tem sido beneficiado com o aumento de crédito ao consumidor. Além disso, com a Black Friday, o comércio é fortemente estimulado, principalmente os de bens-duráveis e semi-duráveis.

Para a escolha do ingresso da Via Varejo, a maturação das iniciativas em andamento, com a Black Friday e o Natal impulsionando as vendas no setor foi fundamental. Além disso, a empresa está focando esforços no aumento da eficiência operacional, reduzindo custos e despesas.

Os riscos que envolvem a companhia, segundo a corretora são: “retomada do cenário macro mais lenta do que o esperado; novas instabilidades nos canais físicos e online; e geração de caixa abaixo do esperado, prejudicando o nível de alavancagem financeira.”

E o restante das recomendações?

Para conferir o restante das teses das ações da BB Investimentos, checando também todas as recomendações de outras corretoras, basta clicar aqui.

- Anúncio-

Acionista - Newsletter

 

Últimas Notícias

rapidas - BB Investimentos troca 4 papéis na sua carteira fundamentalista