BRASIL (BBAS11) tem pedido de liminar indeferido pela Justiça

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

O Banco do Brasil havia feito um pedido de liminar dentro do processo de recuperação judicial da Oi, que foi indeferido pela desembargadora Mônica Maria Costa, da 8ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro.

O banco reivindicava que fosse sustada “a eficácia e a exequibilidade” do plano de recuperação judicial da Oi; alterado por um aditamento aprovado por credores em assembleia, que tomará parte no dia 8 de setembro.

O BB também pedia a “suspensão de todo e qualquer ato distributivo entre credores do produto da venda dos ativos” da Oi.

Impacto: Marginalmente Negativo. O Banco do Brasil teve seu pedido de liminar envolvendo a recuperação judicial da Oi reprovado. O banco reivindicava a sustentação de eficácia da exequibilidade do processo.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também

Conheça o Painel Acionista: em um só lugar tudo o que você precisa saber sobre investimentos