Publicidade
Publicidade

Balança comercial apresenta superávit de US$ 0,67 bilhões

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

O Ministério da Economia divulgou que a balança comercial registrou superávit de US$ 0,67 bilhões na primeira semana de setembro, com queda de -7,3%, e a corrente de comércio aumentou 51,0%, alcançando US$ 6,76 bilhões. Até a 1º Semana de Setembro/2021, comparado a Setembro/2020, as exportações cresceram 42,8% e somaram US$ 3,72 bilhões. As importações cresceram 62,2% e totalizaram US$ 3,05 bilhões.

No acumulado Janeiro até 1º Semana de Setembro/2021, em comparação a Janeiro/Setembro 2020, as exportações cresceram 36,8% e somaram US$ 192,66 bilhões. As importações cresceram 34,6% e totalizaram US$ 139,87 bilhões. Como consequência destes resultados, a balança comercial apresentou superávit de US$ 52,78 bilhões , com crescimento de 43,1%, e a corrente de comércio registrou aumento de 35,9%, atingindo US$ 332,53 bilhões.

Exportações

Até a 1º Semana de Setembro/2021, o desempenho dos setores foi o seguinte: crescimento de 21,5% em Agropecuária, que somou US$ 0,61 bilhões; crescimento de 47,9% em Indústria Extrativa, que chegou a US$ 1,04 bilhões e, por fim, crescimento de 47,9% em Indústria de Transformação, que alcançou US$ 2,05 bilhões. A combinação destes resultados levou o aumento do total das exportações.

Publicidade



A expansão das exportações foi puxada, principalmente, pelo crescimento nas vendas dos seguintes produtos: Especiarias (62,8%), Soja ( 73,8%) e Madeira em bruto (170,2%) na Agropecuária; Outros minerais em bruto ( 9,2%), Minério de ferro e seus concentrados ( 77,8%) e Óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos, crus ( 12,7%) na Indústria Extrativa ; Carne bovina fresca, refrigerada ou congelada (120,3%), Carnes de aves e suas miudezas comestíveis, frescas, refrigeradas ou congeladas (125,4%) e Ouro, não monetário (excluindo minérios de ouro e seus concentrados) (117,7%) na Indústria de Transformação.

Por sua vez, ainda que o resultado das exportações tenha sido de crescimento, os seguintes produtos registraram diminuição nas vendas: Animais vivos, não incluído pescados ou crustáceos (-35,5%), Milho não moído, exceto milho doce (-33,5%) e Algodão em bruto (-19,9%) na Agropecuária; Minérios de cobre e seus concentrados (-98,2%), Minérios de alumínio e seus concentrados (-98,7%) e Outros minérios e concentrados dos metais de base (-57,2%) na Indústria Extrativa ; Farelos de soja e outros alimentos para animais (excluídos cereais não moídos), farinhas de carnes e outros animais (-74,2%), Tabaco, descaulificado ou desnervado (-75,7%) e Cal, cimento e materiais de construção fabricada (exceto materiais de vidro e barro) (-68,5%) na Indústria de Transformação.

Importações

Até a 1º Semana de Setembro/2021, o desempenho das importações por setor de atividade econômica foi o seguinte: crescimento de 35,5% em Agropecuária, que somou US$ 0,06 bilhões; crescimento de 299,3% em Indústria Extrativa, que chegou a US$ 0,22 bilhões e, por fim, crescimento de 55,0% em Indústria de Transformação, que alcançou US$ 2,72 bilhões. A combinação destes resultados motivou o aumento das importações.

O movimento de crescimento nas importações foi influenciado pela ampliação das compras dos seguintes produtos: Pescado inteiro vivo, morto ou refrigerado ( 67,4%), Trigo e centeio, não moídos ( 20,5%) e Milho não moído, exceto milho doce ( 418,1%) na Agropecuária; Minérios de cobre e seus concentrados ( 569,4%), Carvão, mesmo em pó, mas não aglomerado (228,6%) e Gás natural, liquefeito ou não (658,1%) na Indústria Extrativa ; Óleos combustíveis de petróleo ou de minerais betuminosos (exceto óleos brutos) (152,4%), Medicamentos e produtos farmacêuticos, exceto veterinários (305,4%) e Adubos ou fertiliantes químicos (exceto fertilizantes brutos) (199,2%) na Indústria de Transformação.

Ainda que o resultado das importações tenha sido de crescimento, os seguintes produtos tiveram diminuição: Arroz com casca, paddy ou em bruto ( -79,6%), Cevada, não moída (-98,3%) e Frutas e nozes não oleaginosas, frescas ou secas (-21,8%) na Agropecuária; Pedra, areia e cascalho (-56,5%), Minérios de alumínio e seus concentrados (-95,2%) e Linhita e turfa (-76,3%) na Indústria Extrativa ; Compostos organo-inorgânicos, compostos heterocíclicos, ácidos nucléicos e seus sais, e sulfonamidas (-17,5%), Prata, platina e outros metais do grupo da platina (-93,6%) e Plataformas, embarcações e outras estruturas flutuantes ( -99,9%) na Indústria de Transformação.

Enfoque

Enfoque

Empresa autorizada a distribuir informações financeiras das principais bolsas de valores do mundo. Reconhecida por sua tradição e excelência em captar cotações de ativos não negociados em bolsas, através de seu núcleo de Captação e Monitoração de Mercado. Disponibiliza, também, de forma ágil e rápida, notícias e análises relevantes para o mercado financeiro, produzidas pela Enfoque e seus parceiros.

Você pode se interessar por

Acionista consome. Acionista investe.

Você como Acionista, consome da
empresa que investe?

Receba notícias pelo Telegram

Publicidade

Publicidade

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Publicidade

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.