AREZZO CO (ARZZ3) estuda aquisição de novo braço digital

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Receba notícias por Whatsapp

Receba notícias pelo Telegram

A Arezzo&Co está analisando novas aquisições dentro do mercado de moda, e uma específica para o braço digital que deve ser anunciada em breve; segundo o presidente da companhia em teleconferência após anúncio da compra da reserva.

Quando perguntado se tal aquisição seria da Amaro o executivo negou. As empresas já conversaram sobre mas a negociação não evoluiu.

A Arezzo possui como estratégia de expansão no curto prazo através do crescimento de vendas em multimarcas, além das franquias da Reserva.

Hoje a Reserva possui 53 lojas próprias e 32 franqueadas. Além de mais 25 unidades da mini Reserva e Eva.

Impacto: Positivo. A companhia conseguiu ampliar de forma significativa sua receita bruta em poucos anos, através da maturação e expansão de suas marcas, além de um sistema eficiente de e-commerce. Agora, com a estratégia de aquisição de novas marcas, visando alavancar ainda mais suas vendas; as expectativas são positivas para a Arezzo, que deve, com isso, expandir ainda mais sua área de atuação.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também

Leia também