“Ainda reféns de 5 bancos”

money

São Paulo, 7 de outubro de 2019 (SEGUNDA-FEIRA).


Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, para fechar em território positivo pelo terceiro pregão consecutivo, beneficiada pela valorização das commodities e seguindo a trajetória ascendente das principais bolsas mundiais e (2) o DÓLAR pode cair, mesmo após recuar -2,4% na semana passada, seguindo o enfraquecimento da moeda norte-americana no exterior e a perspectiva de entrada expressiva de recursos no Brasil.

Sexta-feira, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,0%, recuperado parte das perdas acumulada na semana (-2,4%) e ampliando os ganhos registrados no ano (16,7%), influenciada pela redução das tensões externas e pelo aumento das “apostas e dos sinais” de recuperação da economia tupiniquim e (2) o DÓLAR caiu -0,8% à R$ 4,05, para fechar em território negativo pelo terceiro pregão consecutivo e assim atingir o menor patamar desde 21/AGO/19, seguindo a manutenção do “humor positivo” na bolsa brasileira e ainda reagindo ao aumento das expectativas de novos cortes da taxa de juros dos EUA.

Também sexta-feira, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, China permaneceu fechada devido ao feriado da “semana dourada” e Japão 0,3%, seguindo o fechamento positivo das bolsas de NY no dia anterior, (2) da EUROPA, Inglaterra 1,1%, França 0,9% e Alemanha 0,7%, beneficiadas pelos sinais positivos da economia norte-americana e pela valorização das commodities e (3) dos EUA, S&P 1,4%, DJ 1,4% e NASDAQ 1,4%, impulsionadas pela divulgação de que a taxa de desemprego do país atingiu o menor patamar desde DEZ/69 (3,5%) e pelas indicações de que a autoridade monetária norte-americana adotará mais estímulos monetários.

Confirmando, para desespero dos democratas e da imprensa socialista tupiniquim, que Trump vai se reeleger com “o pé nas costas”, após anunciar que a taxa de desemprego do país está no menor patamar desde dezembro de 1969, Jerome Powell, presidente do BC norte-americano, afirmou que a economia do seu país está em um “bom lugar” e que a sua tarefa é mantê-la “crescendo o máximo de tempo possível”.

Por conta do aumento das ofertas públicas (como do Banco do Brasil, do BMG e da Vivara), do leilão da cessão onerosa do pré-sal, da esperada aprovação final da reforma da Previdência e dos sinais de recuperação da economia tupiniquim, o “mercado aposta” em uma entrada expressiva de recursos externos no Brasil neste mês de OUT/19.

Com os 220 milhões de patos, sem educação financeira, “ainda reféns de 5 bancos”, nos últimos 10 anos o valor gasto pelos brasileiros com tarifas bancarias, mesmo com o surgimento das fintechs, cresceu 150%.

Dando um importante sinal positivo da economia tupiniquim, em AGO/19 a busca das empresas por crédito subiu 6,2% ante mesmo período de 2018, com destaque positivo para o Nordeste, cujo crescimento foi de 9,5% na mesma base de comparação.

Também por conta da fata de educação financeira do brasileiro, apesar da queda da taxa básica de juros, foram feitas apenas 3.466 operações de portabilidade de crédito imobiliário em todo país nos 6 primeiros meses deste ano.

Desmoralizando, pela enésima vez, a nefasta imprensa socialista tupiniquim, que insiste em inventar e criar atrito entre eles e seus principais ministros, o presidente Bolsonaro reafirmou seu apoio a Paulo Guedes, ressaltando que a economia é 100% com o ministro e que não há um plano B para a área.

Como a poupança, ainda “queridinha” dos brasileiros, rendendo apenas 3,85% ao ano, nos 9 primeiros meses de 2019 o saldo líquido deste tipo de aplicação ficou negativo em R$ -5bi, já que, por conta da queda da taxa básica de juros, os investidores tupiniquins, na maioria das vezes sem a assessoria de investimentos adequada e isenta de conflitos de interesses, tem se tornado mais arrojados, aplicando cada dia mais em fundos multimercado, imobiliários e de ações.

–    A British Petroleum subiu 2,1% na bolsa de Londres, após o anúncio da troca de comando da empresa.

–    A fabricante de microchips STMicroelectronics subiu 3,1% na bolsa de Paris, em meio aos sinais de EUA e China devem, de fato, retomar as negociações comerciais.


Política:

Mais uma vez sem se incomodar em perder credibilidade junto aos seus eleitores, Bolsonaro afirmou, em entrevista ao Estadão, que está “quase casado” com Rodrigo Maia e que não “quer briga” com os ministros do STF.

Conforme já era de se esperar, ao ser entrevistado pelo SBT Dias Toffoli, presidente do STF, afirmou que é contra a CPI da Lava Toga, ressaltando, assim como Bolsonaro, que o país precisa é de paz e harmonia entre os poderes.

Como sempre defendendo seus comparsas, Rodrigo maia, ao criticar pontos do pacote de medidas elaborado por Sergio Moro, afirmou que o referido ministro da Justiça tem como “estratégia permanente” a tentativa de acuar as instituições democráticas do país.

Em defesa de seus bandidos de estimação, Ministros do STF, se escondendo no anonimato, dizem agora, para os canetinhas de aluguel da organização criminosa petista, que a proposta de Sergio Moro de tornar lei a prisão após condenação em segunda instância fere uma cláusula pétrea da Constituição e portanto só poderia ser modificada por uma nova Constituinte.

Provando que, apesar da renovação recorde, o parlamento tupiniquim ainda é um covil de ratos que “cria dificuldades para vender facilidades”, as propostas enviadas pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, ao Congresso enfrentam a maior rejeição para inícios de governo desde pelo menos 2003, já que das 11 MPs (medidas provisórias) assinadas pelo titular da área, apenas 3, ou 27% do total, foram aprovadas.

Comandada pelo nefasto Rodrigo Maia, a organização criminosa do Centrão, incomodada com a forma de financiamento do partido NOVO, que não usa dinheiro público e apenas aceita doações de pessoas físicas, quer aprovar uma proposta que pode limitar as doações fora do período eleitoral.

Caindo “na real”, o PT, que não tem um nome competitivo para disputar a prefeitura de SP, avalia a possibilidade de apoiar Marcio França, socialista do PSB, que por sua vez já “avisou” que precisa avaliar se quer receber este apoio para não “queimar seu filme”.

Linha auxiliar da organização criminosa petista, o PCdoB, temendo ser cada dia menor, apresentou 55 das 163 emendas à medida provisória que acaba com a exclusividade da UNE e da Ubes na emissão de carteirinhas estudantis, que nas últimas 2 décadas eram comandadas pelo partido.

Desta vez com uma boa dose de razão, Bolsonaro afirmou que a Folha de SP avançou todos os limites e desceu “às profundezas do esgoto” ao publicar reportagem sobre uso de caixa dois na campanha dele à Presidência.

Pregando renovação, o MDB, canalha como sempre, elegeu, em uma convenção com chapa única, filhos de políticos tradicionais para comandar partido, cujo novo presidente será o deputado Federal Baleia Rossi.


Crítica:

Com a mesma cara de pau de bandidos que protestam contra o aumento do número de policiais, empregados do BNDES, acostumados a rapinar os cofres públicos durante os governos da organização criminosa petista, fizeram um protesto na sexta-feira contra a nova gestão do referido banco de fomento.

Provando, mais uma vez, que se você tem bons advogados o crime ainda compensa no Brasil, Joesley e Wesley Batista, canalhas, bilionários e donos da J&F, já não estão usando mais tornozeleiras eletrônicas por ordem da justiça.

Impedidos de rapinar automaticamente os trabalhadores e também sem receber mortadela da organização criminosa petista, o Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes deixou de pagar salário aos seus 185 funcionários.


PAZ, amor e bons negócios;


O “R.B.” representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com


Advertência
Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.
É proibida a reprodução do conteúdo das páginas em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Acionista.com.br