VALE (VALE3): Acordo com Brumadinho coloca em risco seu dividendo extraordinário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Receba notícias por Whatsapp

Receba notícias pelo Telegram

O acordo com Brumadinho exige da Vale um pagamento de R$ 28,5 bilhões (US$ 5,1 bilhões), incluindo US$ 21,5 bilhões para obras na Bacia do Paraopeba e R$ 3,5 bilhões para investimentos sociais. Sendo este assinado, o Ministério Público de Minas Gerais e outras autoridades retirariam seus pedidos por danos morais e indenização por perdas econômicas.

Dependendo desse valor, que ainda está em discussão; alguns analistas do mercado acreditam que os dividendos extraordinários da Vale em 2021 e 2022 podem não ocorrer.

Ainda assim, acreditam que o acordo seja positivo aos ativos da empresa; já que este compromisso faria com que a mineradora se voltasse para a retomada de suas operações.

No entanto, o valor que está sendo discutido é superior ao montante provisionado inicialmente pela Vale; o que afetaria a geração de caixa e diminuiria a capacidade da companhia de pagar dividendos extraordinários.

Impacto: Marginalmente Positivo. Ao pagar o valor acordado com o Estado de Minas Gerais, vai passar a voltar seu foco para a retomada de suas operações. Este valor, no entanto, é superior ao provisionado pela Vale, o que pode afetar a posição de liquidez da companhia e sua capacidade de pagar dividendos extraordinários em 2021 e 2022.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também