ABPO: expedição de papelão ondulado cresce 8% em outubro, novo recorde para o mês

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

A expedição de caixas, acessórios e chapas de papelão ondulado somou 362.203 toneladas em outubro de 2020, com crescimento de 8% ante igual mês de 2019, de acordo com informações da Associação Brasileira do Papelão Ondulado (ABPO) divulgados nesta tera-feira, 1º. Na comparação com setembro, o crescimento foi de 2,97%.

Em nota, a entidade destaca que este é um novo recorde mensal entre os meses de outubro e maior número de expedição para série sem ajuste sazonal iniciada em janeiro de 2005. Com a mesma quantidade de dias úteis (26 dias úteis em outubro de 2020 e 2019), a produção por dia útil também cresceu 8,0% para 13.931 t/d.u..

Considerando os dados livres de influência sazonal, a expedição de papelão ondulado recuou 2,0% em outubro, para 336.133 toneladas, após avançar nos quatro meses anteriores. A expedição por dia útil nos dados sazonalmente ajustados foi de 12.928 t/d.u., 5,7% inferior a setembro.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também