Abecip: crédito imobiliário soma R$ 7,13 bilhões em maio, alta de 8,2%

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Os financiamentos para a compra e a construção de imóveis em maio somaram R$ 7,13 bilhões, crescimento de 6,5% na comparação com abril e aumento de 8,2% frente a maio do ano passado.

Entre janeiro a maio de 2020, os empréstimos totalizaram R$ 34,08 bilhões, expansão de 23,2% em comparação com esses mesmos meses de 2019.

E no acumulado de 12 meses (junho de 2019 a maio de 2020), o crédito alcançou R$ 85,13 bilhões, alta de 30,5% em relação ao apurado nos 12 meses anteriores.

Os dados fazem parte de pesquisa divulgada nesta segunda-feira, 29, pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip).

Os números consideram apenas os empréstimos com recursos originados nas cadernetas. Não entram aí, por exemplo, os financiamentos com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que abastecem o Minha Casa Minha Vida (MCMV).

A Abecip destacou que o volume financiado em maio, segundo mês completo sob isolamento social, foi praticamente igual ao de janeiro. Segundo a associação, isso indica que houve, até o momento, impacto reduzido da crise do novo coronavírus sobre o crédito imobiliário.

A pesquisa também mostrou, entretanto, que há uma diferença no comportamento da carteira de crédito imobiliário. O crescimento dos empréstimos está concentrado nos contratos com pessoas físicas, que tomam recursos para a compra da moradia. Já os financiamentos a construtoras está mais devagar, como reflexo do adiamento de obras e lançamentos.

A liberação de crédito para a aquisição somou R$ 5,319 bilhões em maio e R$ 27,181 bilhões no ano, o que representam altas de 12,2% e 30,1%, respectivamente. Na contramão, o crédito para a construção foi de R$ 1,814 bilhão em maio e R$ 6,901,2 bilhões no ano, baixa de 2% e alta de 1,8%, respectivamente.

Estadão Conteúdo

Estadão Conteúdo

"O Estado de S. Paulo" é o mais antigo dos jornais da cidade de São Paulo ainda em circulação . Em 4 de janeiro de 1875, ainda durante o Império, circulava pela primeira vez "A Província de S. Paulo" - seu nome original.

Você pode se interessar por

Publicidade

Leia também

Tire dúvidas sobre investimentos

Últimas atualizações sobre

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Uma experiência completa de investimentos. Crie sua conta e acesse recomendações e análises na íntegra.

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.