Publicidade
Publicidade

Publicidade

5 Motivos para sair da poupança

Em 2020, a poupança bateu recordes de captação, existem cerca de 22 mil cadernetas de poupança com aplicações acima de R$ 1 milhão, segundo dados do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). O número é 28% maior do que em 2019, ou seja, muitos brasileiros ainda recorrem à poupança por entenderem que se trata de um “investimento seguro”.

No entanto, há motivos para você sair da poupança, aqui vão eles:

1. Você perde dinheiro para a inflação;

Isso mesmo, ao colocar o seu dinheiro na caderneta de poupança, você acaba perdendo dinheiro para a inflação, o que significa perder o poder de compra do seu dinheiro. Isso porque a poupança rendeu cerca de 2,1% em 2020, enquanto a inflação do mesmo período foi de 4,52%.

Isso significa dizer que, se você colocou R$ 1.000 na poupança em janeiro de 2020, ao final de dezembro você teve um rendimento de R$ 21, mas o seu dinheiro perdeu o poder de compra durante esse período devido à inflação. Portanto, você tem uma falsa sensação de que o seu dinheiro está crescendo, enquanto, na verdade, está sendo corroído pela inflação.

Mesmo com a alta da taxa básica de juros, a Selic, a poupança continua perdendo para a inflação. Só esse já seria motivo suficiente para sair agora mesmo da poupança, mas ainda assim há outros!

2. Existem opções mais seguras;

Enquanto o seu dinheiro perde o poder de compra na poupança, há outras opções seguras com rentabilidade acima da inflação, como, por exemplo, o Tesouro Direto ou outros Fundos de Investimento conservadores, com liquidez diária (ou seja, o seu dinheiro fica disponível no mesmo dia). Logo, há outras opções mais seguras, pois irão remunerar melhor e com a mesma disponibilidade do dinheiro.

3. Só rende uma vez ao mês;

Como se não bastasse tudo que foi falado até aqui, a poupança rende apenas uma vez por mês, ou seja, se você precisar retirar o dinheiro antes de completar a data do vencimento, você não irá receber os rendimentos do mês. Com isso, a sua rentabilidade será ainda menor!

Enquanto se o seu dinheiro estiver alocado em outros investimentos, a rentabilidade é diária, independente do dia de vencimento.

4. Poupar não é investir;

Aqui começamos a entrar mais em conceitos de educação financeira: poupar significa economizar e envolve mudar o seu comportamento de gastar todo o dinheiro. Isso é ótimo! Sem dúvidas, é um passo gigante para construir a sua liberdade financeira.

Investir vai além, é utilizar esse dinheiro que foi poupado e fazer ele trabalhar a seu favor. Logo, se você já fez a parte mais difícil, que é começar a poupar, por que não fazer ele render mais?

5. Investir é simples e seguro.

Agora que você já viu a diferença entre poupar e investir, é importante perceber que investir é simples e seguro. Você pode abrir uma conta numa corretora sem taxas, nem tarifa, e começar a dar os seus próprios passos.

Hoje existe muito conteúdo disponível sobre investir e formas conservadoras de fazer o seu dinheiro render mais do que a inflação. O importante é dar os primeiros passos com tranquilidade e acreditar no processo.

Lembre-se de que, ao deixar o seu dinheiro na poupança, ele está sendo corroído pela inflação e existem formas melhor de fazer ele trabalhar a seu favor!

Publicidade

Tayla Teloeken

Tayla Teloeken

Tayla Teloeken é Assessora de Investimentos. Formada em Direito e Contábeis, é especialista em Controladoria e Finanças. com forte experiência em consultoria empresarial e tributária. Auxilia as pessoas a desenvolverem a sua inteligência financeira e a buscarem o enriquecimento saudável. Instagram: @tayla.teloeken

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Você pode se interessar por

Publicidade

Leia também

Publicidade

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Participe do Telegram Acionista!

Receba informações do mercado financeiro gratuitamente.

Não vá embora ainda!

Conheça nosso Clube exclusivo e gratuito

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.