Publicidade
Publicidade

3 dicas para começar a investir na Bolsa de Valores, segundo analista do Kinvo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Em junho deste ano, a Bolsa de Valores (B3) totalizou 3,2 milhões de investidores pessoa física. Isto é, um crescimento de 45,5% em relação a 2020.

Embora a quantidade de indivíduos que compram ações ainda seja baixa, visto que muitos não investem por terem dificuldades, existe um grande interesse por parte do público.

Logo, o número de investidores seria maior se as pessoas entendessem como funciona a Bolsa. Pensando nisso, Beto Assad, analista de ações e consultor do aplicativo financeiro Kinvo, separou as principais dicas para começar a comprar ações.

1 – Conheça o seu perfil de risco

Em primeiro lugar, a pessoa precisa compreender o seu perfil de risco. Assim, ela saberá se é um investidor mais agressivo ou conservador na hora de alocar recursos dentro da Bolsa.

Em seguida, é recomendado alternar o valor aos poucos. Com isso, ganhando confiança no mercado gradualmente. Portanto, o ideal é não colocar muito dinheiro de uma vez.

Além de dar chances a um enorme prejuízo, caso o momento de entrar na Bolsa não seja bom, pode fazer com que qualquer um não queira mais investir.

2 – Estude o mercado de ações

Em suma, o investidor deve estudar o funcionamento do mercado para compreender o que são ações e como ganhar ou perder dinheiro com elas.

A saber, existem diversos materiais disponíveis para o início da trajetória na B3. Afinal, não seria bom chegar de paraquedas no mercado.

Muitos acreditam que investir na Bolsa de Valores é uma garantia de rendimento fácil, mas também é preciso ter conhecimento.

3 dicas para começar a investir na Bolsa de Valores, segundo analista do Kinvo
Ilustração dicas Bolsa de Valores

3 – Defina o seu estilo de investidor

Após assimilar o funcionamento do mercado, é preciso estabelecer o ‘estilo de investidor’. Seja com foco em dividendos, em aquisição de empresas com potencial de valorização ou um trader em operações agressivas a curto e médio prazo.

Por fim, vale entender o estilo operacional mais agradável e estudar para se tornar bom nisso.

Sobre o Kinvo

O Kinvo é um aplicativo de consolidação que possibilita o controle, a análise e o acompanhamento de todos os investimentos em um só lugar.

Com operações iniciadas em 2018, a ferramenta conta com mais de 700 mil usuários cadastrados e tem como missão transformar a relação entre as pessoas e os investimentos. 


OPORTUNIDADES EM UM SÓ LUGAR

Venha conhecer o Clube Acionista, a plataforma que reúne recomendações de mais de 60 especialistas de mercado em um só lugar. A facilidade de não precisar sair procurando por boa informação em diferentes canais. O cadastro é totalmente gratuito. Aproveite!

Você também pode acessar tudo sobre onde investir no Portal Acionista e gratuitamente pelo nosso canal do Telegram.

1Bilhão Educação Financeira - Gueratto

1Bilhão Educação Financeira - Gueratto

Matérias por 1Bilhão - Educação Financeira; Fabrizio Gueratto; e Gueratto Press.

Você pode se interessar por

Acionista consome. Acionista investe.

Você consome das
empresas em que investe?

Receba notícias pelo Telegram

Publicidade

Publicidade

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Publicidade

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.