23 formas de driblar a crise e buscar uma renda extra (Parte 1)

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Receba notícias por Whatsapp

Receba notícias pelo Telegram

Ter uma fonte de renda extra é recomendável em qualquer situação, para em caso de qualquer imprevisto com a renda principal, servir de suporte para as despesas básicas.

Em tempos de crise, como os que estamos vivendo, é ainda mais importante conseguir um dinheiro extra e neste caso, pode até virar a renda principal de muitas pessoas que, por conta da pandemia estão perdendo seus empregos ou seus pequenos negócios tradicionais.

Existem várias formas de se buscar uma renda extra, algumas exigem algum investimento inicial ou já possuir algum equipamento ou ativo mas existem várias alternativas onde pouca coisa é necessária, além do esforço, dedicação e persistência para fazer a atividade progredir.

Entretanto é importante ficar claro que não existe uma situação de ganhar dinheiro “na moleza”, sem trabalhar. Isso é e sempre será uma ilusão.

Construir uma renda adicional demandará tempo, energia e até mesmo recursos financeiros, em certos casos, para ser possível colher os resultados desejados.

Vejamos primeiramente as formas de se ganhar um dinheiro extra, sem necessitar de uma especialização ou capacitação específica:

1. Receber “Cash back” (parte do dinheiro de volta) em compras e no uso de cartões de crédito

Esta prática que já era comum em países como os Estados Unidos e o Canadá chegou ao Brasil faz algum tempo e você pode receber alguns valores de volta quando efetua compras, segundo determinadas regras, e que pode gastar em outras coisas.

Serviços e aplicativos como o My Cashback, o Méliuz e o PicPay já estão fazendo sucesso por aqui.

2. Emprestar dinheiro via plataforma de empréstimos

Até pouco tempo atrás somente os bancos e financeiras podiam emprestar dinheiro para pessoas físicas e os juros eram (e ainda são) muito altos.

Entretanto, com o advento das Fintechs, novas plataformas estão oferecendo o serviço de empréstimo pessoal de pessoa a pessoa.

Vale ressaltar que ainda não existem seguros ou garantias reais que resguardam a pessoa que fará o empréstimo, e por isso deve se ter bastante cuidado na avaliação do tomador do dinheiro para evitar maiores dores de cabeça depois.

O Mutual Club e o Social Bank são dois serviços que fornecem esta opção. Se tiver interesse clique nos links que deixo aqui para entender melhor como funcionam.

3. Marketing de Rede

O Marketing de rede já é conhecido no Brasil há bastante tempo, desde os tempos da AmWay e apesar de muitas pessoas não gostarem da modalidade, por haver muitas pirâmides financeiras disfarçadas de Marketing de rede, ainda assim é uma forma legítima de ganhar uma renda adicional e muitas pessoas utilizam este mercado.  

Basicamente, a pessoa irá vender produtos de catálogo por um percentual de lucro que varia de empresa a empresa e também será remunerado(a) pela construção de uma rede de revendedores, pelos quais é bonificado(a) pelas vendas.

Empresas como Mary Kay, Hinode e HerbaLife são algumas das que atuam neste setor e que vem obtendo bastante sucesso.

Fica a ressalva da necessidade de se conhecer e estudar bem a empresa a qual se deseja  vincular antes de firmar qualquer compromisso, para não entrar em um esquema de pirâmide, que além de ilegal traz grandes prejuízos.

4. Participar de pesquisas com remuneração

Centros de pesquisa de mercado, plataformas digitais e outras empresas necessitam da opinião publica em relação a seus produtos, serviços ou até mesmo experimentos científicos e para tal remuneram as pessoas que participam de suas pesquisas.

Existem sites como o LifePoint e o Palpito onde você pode se cadastrar e ser chamado para participar destas pesquisas. Se quiser maiores informações entre nas plataformas e pesquise o funcionamento de cada uma delas.

5. Oferecer serviços básicos

Trabalhar como Babá ou levando cachorros para passear também são formas de se conseguir uma renda extra. Você pode utilizar o horário que tem disponível e receber um pagamento por esta prestação de serviços. Aqui estão dois sites para se informar:

Babysits

Passear com cães

6. Vender coisas usadas

Em minhas consultorias e cursos sempre falo da Faxina Financeira, que é uma etapa importante da organização e planejamento financeiro e isso ajuda não só  para limpar seus armários, garagem e estantes, mas também para levantar recursos que você provavelmente nem imaginava que poderia conseguir. 

Quantas coisas você possui que nunca usa ou veste?

Plataformas como a OLX, o Mercado Livre e o Facebook Marketplace são locais onde você pode, gratuitamente, vender suas coisas e livrar-se de seus objetos desnecessários.

Ainda existe a possibilidade de pesquisar itens com preços baixos ou até mesmo gratuitos e depois revendê-los com lucro. 

7. Vender itens colecionáveis

Iniciar uma coleção imaginando que ela será um investimento futuro com certeza não é a melhor ideia. No entanto, se você já tem itens colecionáveis ​​e não tem mais interesse por eles, pode vendê-los e gerar receita. Existe uma plataforma, que é mais voltada para action figures (bonecos colecionáveis) de desenhos animados e filmes, a iCollect, se este for o seu caso.

Se não, você pode buscar locais especializados em itens colecionáveis, como selos, moedas ou artigos antigos para se desfazer deles.

8. Montar uma loja de online

Com o crescimento vertiginoso do mercado de vendas online, uma opção atrativa passou a ser montar sua própria loja online.

Você pode vender roupas, equipamentos, artigos colecionáveis, acessórios entre outras coisas. Porém é importante conhecer bem as regras daquilo que deseja vender e as restrições necessárias antes de sair fazendo as coisas só por desejo.

Fique atento para não fazer coisa errada. Pesquise e converse com especialistas que podem te ajudar neste assunto.

E se você não tem conhecimento ou recursos para investir na construção de uma loja própria (ela precisa ser confiável e segura para seus clientes) você tem a opção de utilizar um marketplace como o Submarino, Americanas, Magalu ou outros disponíveis.

9. Trabalhar como afiliado

O Afiliado é a pessoa que divulga produtos de outras marcas ou pessoas e recebe uma comissão por isso. Se você é uma pessoa com redes sociais fortes, muitos seguidores ou tem contato com muitas pessoas, ser um afiliado pode te render bons lucros.

Se quiser conhecer mais sobre este mercado, pode consultar o site Afiliados ou a Hotmart (para produtos digitais, como cursos e ebooks) entre outros existentes.

Para que este texto não fique cansativo, continuarei na próxima publicação com as formas que você também pode ter uma renda extra usando seus conhecimentos ou seus ativos existentes.

É importante ainda ressaltar que não recebi nenhuma comissão ou gratificação de nenhuma espécie de nenhum dos sites ou plataformas que mencionei neste texto, nem estou fazendo propaganda das marcas que descrevi neste artigo, nem tão pouco sou responsável sobre o conteúdo e sobre os resultados oferecidos por cada um deles.

Meu intuito aqui é somente informar sobre as possibilidades existentes de se obter rendas extras para melhorar a vida dos leitores, e por isso cabe a cada um utilizar ou não de seus serviços, por sua conta e risco.

Até o próximo artigo, com a conclusão das formas de driblar a crise conseguindo uma renda extra!

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Nossa missão é ajudar você a investir melhor com uma variedade de conteúdos, de diversas fontes. Acreditamos que quanto mais você se informa, melhor você decide!