Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Receba notícias por Whatsapp

Receba notícias pelo Telegram

---Ad---

Investir bem demanda de conhecimento e disciplina. Defendemos e buscamos deixar claro para todos nossos leitores que a coerência proveniente de saber onde se aplica o dinheiro aliado com a diversificação, são importantes pilares para se obter sucesso nos investimentos.

Investir em conhecimento rende sempre os melhores juros, Benjamin Franklin

Ninguém nasce sabendo e até quem possui anos de experiência no mercado precisa seguir se atualizando, aprimorando e aprendendo. Portanto, reunimos aqui, dois livros com boa avaliação entre analistas que podem realmente contribuir para os investidores.

Princípios Ray Dalio

Conhecido como o “Steve Jobs dos investimentos”, Ray Dalio é fundador da Bridgewater Associates, a quinta empresa privada mais importante dos Estados Unidos e a mais eficaz gestora de fundos hedge do mundo. Listado pela Time entre as cem pessoas mais influentes de 2012, Dalio compartilha em Princípios suas técnicas, refinadas em quarenta anos de experiência, para auxiliar qualquer pessoa ou empresa a alcançar seus objetivos.

Para Ray Dalio, vida, gestão, economia e investimentos podem ser sistematizados em regras. Entre as centenas de lições do livro, erguidas em torno de seus alicerces de “verdade radical” e “transparência radical”, Dalio oferece uma abordagem clara e direta para a tomada de decisões e ensinamentos valiosos para a formação de equipes sólidas e eficientes.

Adquira o livro por aqui.

Rápido e Devagar: Duas formas de pensar

Daniel Kahneman nos leva a uma viagem pela mente humana e explica as duas formas de pensar: uma é rápida, intuitiva e emocional; a outra, mais lenta, deliberativa e lógica. Kahneman expõe as capacidades extraordinárias – e também os defeitos e vícios – do pensamento rápido e revela a influência das impressões intuitivas nas nossas decisões.

Comportamentos tais como a aversão à perda, o excesso de confiança no momento de escolhas estratégicas, a dificuldade de prever o que vai nos fazer felizes no futuro e os desafios de identificar corretamente os riscos no trabalho e em casa só podem ser compreendidos se soubermos como as duas formas de pensar moldam nossos julgamentos.

Adquira o livro por aqui.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Conpartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Inspire-se. Aprenda. Invista.
Inscreva-se já, gratuitamente, para aproveitar 100% do que criamos para Você!

Nossa missão é ajudar você a investir melhor com uma variedade de conteúdos, de diversas fontes. Acreditamos que quanto mais você se informa, melhor você decide!